TOD, você sabe o que é?

Você com certeza já deve ter tido contato com alguma criança ou adolescente com um comportamento agressivo, desafiador, ou que ainda não consegue cumprir regras e lidar com o não.

Mais o que realmente é TOD?

O Transtorno Opositivo Desafiador, é um transtorno mental que afeta o neocórtex, sua parte frontal é responsável pela elaboração do pensamento, planejamento, programação de necessidades individuais e emoção. Nos indivíduos que apresentam o transtorno, esta região do encéfalo é como se entrasse em choque todas as vezes que ocorresse uma frustração, por exemplo, nas situações cotidianas de agressividade, raiva e choro.

Atualmente, a ciência não aponta um motivo específico para a causa do TOD. Estudos apontam algumas condições que possam estar relacionadas a origem do Transtorno, tais como; causas ambientais, gatilhos psicológicos ou até mesmo propensão genética.

Crianças ou Adolescentes com TOD apresentam comportamentos de fúria, agressão verbal, em ambiente familiar e escolar, são hostis e de poucos amigos, são rotulados como indivíduos desobedientes e não conseguem respeitar hierarquia, apresentam desejo de vingança bem latente.

Mas, a boa notícia é que este transtorno pode ser controlado, permitindo que família, indivíduo e a comunidade que está criança ou adolescente estão inseridos possam estar em harmonia. A qualquer sinal de umas destas características procure um profissional especializado, normalmente o TOD vem associado à outras dificuldades do aprendizado como por exemplo o Transtorno de Defict de Atenção e Hiperatividade (TDAH), dificuldades, alterações de humor, depressão, entre outros.

A terapia é realizada com equipe multidisciplinar contando com psicólogos, psicopedagogos e em alguns casos se necessário terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo, que fornecem psicoterapia individual e orientação à família e a escola de como lidar com o indivíduo com o transtorno

Se você tem um aluno, sobrinho, vizinho ou até mesmo seu filho apresenta estes comportamentos, procure um psicopedagogo ou indique um profissional, você estará ajudando uma criança e/ou um adolescente a ser mais feliz, aprendendo a lidar com estas emoções e permitindo que suas famílias possam viver em harmonia.

Vanessa Bueno
Psicopedagoga
CRPp: 903

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *